Presidente da Acadeal e Sincadeal participa de reunião do Conedes
26 de março, 2022

Conselho garantiu incentivos fiscais para empresas que vão investir R$ 208 milhões em Alagoas; medida deve estimular a geração de 460 empregos diretos e cerca de 1380 postos de trabalho indiretos.

O presidente da Acadeal e Sincadeal, José de Sousa Vieira, esteve presente na reunião do Conselho Estadual do Desenvolvimento Econômico e Social (Conedes), realizada na quarta-feira (23/03), no palácio República dos Palmares, Centro de Maceió.

Por meio do Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado (Prodesin), o Governo de Alagoas concedeu, na ocasião, incentivos fiscais a sete empresas, fazendo com que os empreendimentos injetem, juntos, mais de R$208,31 milhões na economia alagoana, garantindo a geração de 1840 novos postos de trabalho. Os incentivos foram autorizados durante a segunda Reunião Ordinária do Conedes.

“O Conedes está de parabéns por sua atuação em Alagoas, que gera benefícios para o povo alagoano ao incentivar a atuação das empresas no nosso estado. É uma honra poder representar o nosso segmento atacadista distribuidor neste conselho”, disse o presidente da Acadeal e Sincadeal, José de Sousa Vieira.

Durante a reunião, que aconteceu em formato híbrido, foram deliberadas a aprovação de novos incentivos fiscais para cinco empresas – Pratagy Beach All Inclusive Resort, Islero Fabricação de Cosméticos e Saneantes LTDA, Sandom Indústria e Comércio Farmacêutico LTDA, Cartonale Indústria e Beneficiamento de Materiais Plásticos LTDA – todas de Maceió; e CVW Energética, de Coruripe.

O maior investimento é da empresa CVW Energética, de Coruripe, que deve investir R$115,2 milhões no Estado. O projeto da CVW consiste na implantação de uma central termelétrica com potência instalada de 40.000Kw, que utilizará como combustível o bagaço da cana-de-açúcar para geração de energia elétrica.

O Conselho também aprovou dois pedidos de prorrogação de incentivos fiscais – um para a INAP – Indústria Popular LTDA, de Limoeiro de Anadia, com investimentos na ordem de R$ 11,5 milhões e a geração de 44 postos de trabalho diretos e 132 indiretos. O outro pedido de prorrogação aprovado foi para a empresa Plastmar, de Maceió, que deve investir R$6,1 milhões, com a geração de mais 476 novos empregos no Estado.

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcius Beltrão, o Governo de Alagoas trabalha para promover um aquecimento do cenário econômico do Estado.

“São mais postos de trabalho gerados para os alagoanos e circula a economia cada vez mais forte de Alagoas. O Governador Renan Filho conseguiu a austeridade fiscal no Estado e isso possibilitou diversos investimentos em todas as áreas – saúde, educação, estradas, segurança pública – e em tudo aquilo que o alagoano reportava como importante para si. Então a gente fica muito feliz de ter tantos empresários que marcam presença aqui no Conedes – que se doam , deixam de trabalhar e produzir nas suas empresas, para poder estar aqui, dando a sua contribuição para que outras empresas venham investir em Alagoas”, explica o secretário.

Prodesin

Os benefícios concedidos pelo Governo de Alagoas integram as ações do Programa de Desenvolvimento Integrado (Prodesin) que, em 2016, sofreu uma modernização e passou a oferecer a redução de 92% no pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na saída dos produtos industrializados. Ganharam também diferimento no ICMS, os bens destinados ao ativo fixo, a matéria-prima utilizada na fabricação de produtos e na aquisição interna de energia elétrica e gás natural.

*Com informações da Ascom Sedetur.